Saltar para o Conteúdo Principal

1907-1929

O Serviço de Mensageiro

Messenger Service1907 - 1912

Em 1907, existia na América uma enorme necessidade de serviços de envio de mensagens privadas e de entrega. Para ajudar a satisfazer esta necessidade, um jovem de 19 anos, James E. ("Jim") Casey, pediu emprestados 100 USD a um amigo e estabeleceu a American Messenger Company em Seattle, Washington. Segundo Jim, já existiam alguns serviços de mensageiro na área de Seattle, para alguns dos quais já teria trabalhado.

O nome inicial era bem adequado aos objectivos comerciais da nova empresa. Em resposta a chamadas telefónicas recebidas na sede, localizada numa cave, os mensageiros faziam recados, entregavam pacotes e transportavam e notas, bagagem e tabuleiros de comida de restaurantes. A maior parte das entregas era feita a pé, usando bicicletas para as viagens mais longas. Nessa altura existiam apenas alguns carros e os grandes armazéns da época ainda usavam cavalos e carroças para a entrega de mercadorias. teriam de passar seis anos até ao desenvolvimento do sistema United States Parcel Post.

Jim e o seu sócio, Claude Ryan geriam o serviço a partir de um humilde escritório, sob o passeio. O irmão de Jim, George, e um grupo de outros adolescentes eram os mensageiros da empresa. A empresa prosperou, apesar da forte concorrência, em grande medida devido às políticas rigorosas de Jim Casey de simpatia para com o cliente customer, fiabilidade, serviço 24 horas e baixos preços. Estes princípios, que ainda hoje orientam a UPS, estão resumidos no slogan do Jim: melhor serviço ao melhor preço.

Era de Retalho

Retail Era1913 - 1918

A jovem empresa concentrou-se na entrega de pacotes para as lojas de retalho, uma vez que os aperfeiçoamentos, tais como o automóvel e o telefone estavam a provocar o declínio das empresas de serviços de mensageiro. A empresa começou igualmente a utilizar motorizadas  nalgumas das suas entregas. Durante cerca de dois anos, o maior cliente da empresa foram os United States Post Office, em nome de quem a empresa efectuou todas as entregas de correio especiais que entravam em Seattle. Durante este período, a empresa começou a utilizar uma entrega consolidada, ou seja, a combinar os pacotes endereçados a determinados bairros num único veículo de entrega. Desta forma, recursos humanos e equipamento motorizado podiam ser utilizados de uma forma mais eficiente, permitindo mesmo a redução das tarifas. O ano de 1913 trouxe diversas alterações significativas.

A empresa adquiriu o seu primeiro carro de entregas, um Ford Modelo T, com uma nova inscrição na parte lateral: Merchants Parcel Delivery. O novo nome, parcialmente resultante do acordo de Jim Casey na fusão com o seu concorrente Evert ("Mac") McCabe, reflectiu uma transição do foco principal do negócio, das mensagens para os pacotes. A empresa começou então a crescer rapidamente e, devido aos seus elevados de serviço e atenção personalizada que dedicava a cada pacote processado, a jovem empresa criou uma forte reputação entre as lojas da cidade. Em 1916, Charlie Soderstrom entrou para a empresa, trazendo consigo automóveis e experiência. Trouxe também a cor castanha. Em 1918, três dos maiores armazéns de Seattle já se tinham tornado clientes habituais, dispondo dos seus próprios carros de entregas (que Jim e os seus associados acabavam frequentemente por comprar) e trazendo negócio para a Merchants Parcel Delivery.

Serviços de Transportadora Comum

Common Carrier Services1919 - 1930

Em 1919, a empresa conheceu a sua primeira expansão além das fronteiras de Seattle, para Oakland, Califórnia, tendo adoptado o seu nome actual, United Parcel Service. A palavra "United" serviu como recordação de que as operações da empresa em cada cidade faziam parte de uma única organização, "Parcel" identificada pela natureza do negócio, e "Service" indicava a oferta.

Em 1922, a UPS adquiriu em Los Angeles uma empresa com uma prática inovadora, conhecida como serviço de "transportador comum". O serviço de transportadora comum integrava muitas das características e princípios operativos dos serviços de entrega das lojas de retalho com características não disponibilizadas por muitas das outras transportadoras privadas, nem mesmo pelos correios.

As características que distinguiam o serviço de transportadora comum incluíam pedidos de recolha diária automática, aceitação de cheques passados ao expedidor em pagamento de C.O.D.s, tentativas adicionais de entrega, devolução automática de pacotes não entregues e documentação expedita com facturação semanal. Talvez a característica chave tenha sido o facto de a UPS ter sido capaz de proporcionar a sua gama completa de serviços a tarifas compatíveis com as dos correios.

A UPS foi uma das poucas empresas nos Estados Unidos a oferecer serviços de transportadora comum nesta altura. A aquisição de uma pequena empresa e a decisão de prosseguir com o serviço de transportadora comum iria influenciar o crescimento da UPS nos anos seguintes.

Em 1924, a UPS estreou outra inovação tecnológica que iria moldar o seu futuro: o primeiro sistema de passadeiras de transporte para o processamento de pacotes. Embora o serviço de transportadora comum tenha sido inicialmente limitado a uma pequena área nos arredores de Los Angeles, em 1927 a empresa tinha-se expandido até uma área de 125 milhas em redor do centro da cidade. Ao mesmo tempo, os serviços de entrega de retalho da UPS expandiam-se igualmente por forma a incluir todas as principais cidades da Costa do Pacífico dos E.U.A.

Informação Relacionada

Enquadramento Temporal da UPS

Objectivos

UPS Time Capsule 1907-1929



1907
Jim Casey pediu emprestados 100 USD a um amigo para iniciar a American Messenger Company em Seattle, Washington.

1913
A empresa adquire o primeiro carro de entregas, um Ford Modelo T. Alterações às técnica de entrega consolidada. É escolhido o nome Merchants Parcel Delivery.

1919
Primeira expansão para fora de Seattle, até Oakland, CA. Mudança de nome para United Parcel Service.

1922
É introduzido um serviço inovador de "transportadora comum" (Los Angeles).

1924
É construído o primeiro sistema de passadeiras de transporte para processamento de pacotes (Los Angeles).