UPS
Configurações de LoginCadastroFaturamentoAdministraçãoCatálogo de EndereçosAtualize sua conta UPS
Criar uma RemessaVisualizar HistóricoAnular RemessaCriar uma DevoluçãoEnviar usando um arquivo de loteCriar uma ImportaçãoCalcular Tempo e CustoProgramar uma ColetaSolicitação De MateriaisAbrir uma Conta UPSDefinir PreferênciasGuia Dos Serviços
Rastrear RemessasSaiba mais sobre o Quantum ViewAdministraçãoQuantum View ManageQuantum View DataAcesse o Flex Global ViewIntegrar Acompanhamento de APIs
Frete AéreoFrete MarítimoServiços Alfandegários
IntroduçãoRemessaRastreamentoRecebendo Sua RemessaFaturamento e PagamentoSuporte de Tecnologia
UPS divulga resultados do 4º trimestre
Comunicado de Imprensa

 
Atlanta, 30 de Janeiro de 2014

  • Remessas globais em dezembro aumentaram 20%
  • Custos mais elevados nos EUA impulsionados por um crescimento repentino em remessas e pelo mau tempo
  • E-commerce estimula aumento do volume trimestral de 6,0% em todo o mundo
  • Volume de exportação internacional aumenta 9,5% ao dia como resultado de forte crescimento na Europa
  • 2013: US$ 6,1 bilhões em distribuições para acionistas; US$ 5,3 bilhões em fluxo de caixa livre
  • US$ 500 milhões de aumento dos investimentos em expansão da capacidade
  • Anúncio de orientação de lucro para o ano de 2014 de US$ 5,05 a US$ 5,30

A UPS (NYSE: UPS) divulgou hoje detalhes sobre os resultados para o quarto trimestre de 2013. O lucro diluído por ação foi de US$ 1,25, uma queda de US$0,07 em relação aos resultados ajustados para o quarto trimestre de 2012. O volume médio diário de remessas aumentou 6,0%, enquanto as remessas totais em dezembro aumentaram em 20%. Um volume significativamente maior do que o previsto e o mau tempo contribuíram para o excesso de custos operacionais nos EUA, afetando negativamente os resultados.

Durante o quarto trimestre de 2012, a UPS informou um prejuízo no lucro diluído por ação de US$1,83, devido a despesas non-cash, após impostos, de US$3,0 bilhões para contabilizar um ajuste de valor de mercado das pensões.

"À medida que o mercado de varejo muda para um modelo direto ao consumidor, mais e mais empresas estão utilizando soluções da UPS", disse Scott Davis, presidente e CEO da UPS. "Como resultado, tivemos um aumento sem precedentes no volume, superando até mesmo os nossos planos mais otimistas".

"O aumento do volume pressionou nossa rede, causando atrasos. Em resposta, a UPS disponibilizou mais funcionários e equipamentos, dando uma ênfase maior no serviço do que no custo", explica Davis. "A UPS fará os investimentos e melhorias operacionais necessários para garantir que as necessidades do mercado sejam atendidas".

A empresa espera que o lucro diluído por ação para o ano inteiro esteja dentro de uma faixa de US$ 5,05 a US$ 5,30, um aumento de 11% a 16%, em relação aos resultados ajustados para 2013.

A UPS entregou 20 milhões de remessas por dia durante o quarto trimestre. O total de remessas em 2013 aumentou para 4,3 bilhões, um crescimento de 3,9% em relação a 2012.

Durante o período de festas de final de ano, as remessas diárias globais superaram as expectativas, ultrapassando 29 milhões de remessas em cinco dias, e o volume de pico foi superior a 31 milhões em 23 de dezembro. Também durante este período, a UPS registrou 10 dias com o volume de remessa superior ao recorde anterior da empresa.

Fluxo de Caixa
Para o exercício encerrado em 31 de dezembro, a UPS gerou US $ 5,3 bilhões em fluxo de caixa livre, produzindo uma proporção de conversão de lucro líquido em caixa de mais de 120%. A empresa pagou dividendos de US $ 2,3 bilhões, um aumento de quase 9% por ação em relação ao ano anterior, e recomprou mais de 43 milhões de ações por aproximadamente US$ 3,8 bilhões.

Remessas domésticas nos EUA
O lucro das remessas domésticas nos EUA melhorou em 4,2%, para US$9,3 bilhões. O volume de remessas diárias aumentou 5,6% com remessas diferidas (Deferred) e rodoviárias na liderança, com um aumento de 8,0% e 5,8%, respectivamente.

A receita total por remessa caiu 1,3%, pois sobretaxas mais baixas de combustível, mudanças no mix de produtos e clientes, bem como aumento nas restituições de serviço, contribuíram para a queda. Os clientes continuam a utilizar o portfólio da UPS, escolhendo entregas de baixo custo em relação às entregas mais rápidas, conforme evidenciado pelo crescimento de mais de 30% no UPS SurePost.

O lucro operacional totalizou US$1,2 bilhão, pois custos adicionais associados com um aumento maior do que o esperado em volume e o clima resultaram em uma queda de US$178 milhões em relação aos resultados ajustados do exercício anterior. O aumento dos custos de remuneração e benefícios refletiu a implantação de recursos adicionais em uma tentativa de atender a compromissos de serviço. Durante o trimestre, a UPS ultrapassou as metas de contratação sazonais em mais de 30 mil, contratando um total de 85 mil funcionários temporários. Além disso, a empresa enfrentou despesas significativamente mais elevadas com transporte adquirido.

Em termos reportados, o prejuízo operacional para o quarto trimestre de 2012 totalizou US$ 1,8 bilhão, como resultado de custos com ajustes de valor de mercado das pensões.

Remessas internacionais
O lucro internacional aumentou em 5,3% para US$ 3,4 bilhões, com crescimento de 8,8% no volume de remessas diárias. Os produtos da UPS Export aumentaram 9,5% ao dia, impulsionados principalmente pelo crescimento de 13% na Europa e um crescimento significativo no comércio da Ásia para a Europa. Os produtos domésticos fora dos EUA aumentaram 8,2%, com um forte crescimento na Polônia, Itália e Canadá. Em dezembro, o segmento alcançou um pico de volume diário acima de quatro milhões de pacotes e superou a alta do ano passado alta em 11 dias.

Receita de exportação neutra em relação ao câmbio por envio sofreu queda de 5,4%, motivada principalmente pelo crescimento de produtos diferidos de menor rendimento. Sobretaxas mais baixas de combustível e mudanças no mix também pressionaram os rendimentos.

A receita de exportação neutra em relação à moeda sofreu queda de 3,4%, como resultado das sobretaxas mais baixas de combustível e preferência dos clientes por produtos não Premium. Ganhos de dois dígitos nas remessas pan-europeias também reduziram a receita por pacote.

O lucro operacional melhorou em 7,6%, para US$537 milhões. A margem operacional aumentou em 30 pontos para 15,9%, em comparação com os resultados ajustados do ano passado.

Em termos reportados, o prejuízo operacional para o quarto trimestre de 2012 totalizou US$ 442 milhões, como resultado de custos com ajustes de valor de mercado das pensões.

Cadeia de Suprimentos e Carga
O lucro no segmento sofreu uma queda de 5,8%, para US$ 2,3 bilhões, devido ao declínio na unidade Freight Forwarding. O lucro operacional foi estável em comparação aos resultados ajustados de 2012, pois as melhorias na distribuição compensaram a queda em Forwarding e UPS Freight.

Em termos reportados, o prejuízo operacional para o quarto trimestre de 2012 totalizou US$541 milhões, como resultado de custos com ajustes de valor de mercado das pensões.

A unidade Forwarding sofreu uma queda no lucro, resultante da diminuição na tonelagem e no lucro por quilo no negócio International Air Freight. O negócio Ocean Freight apresentou um crescimento nas remessas e expansão da margem operacional.

A receita de distribuição aumentou em relação ao período do ano anterior. Os setores de varejo e de saúde contribuíram para os resultados melhores. A presença global expandiu-se durante o ano para 284 instalações, com mais de 22 milhões de pés quadrados de espaço.

O lucro dos negócios UPS Freight LTL aumentou 2,3% em relação ao ano anterior, motivado por melhorias na tonelagem e preço de LTL.

Previsão
A empresa anunciou planos de recompra de US$2,7 bilhões em ações da UPS durante 2014. As despesas de capital previstas serão de aproximadamente US $ 2,5 bilhões. Isto inclui implementações aceleradas em tecnologias operacionais e mais de US $ 500 milhões em aumento de investimentos em expansão da capacidade e modernização de hub.

"Embora o ano tenha terminado com muitos desafios, estamos confiantes em nossa capacidade de adaptação e esperamos resultados muito melhores em 2014", disse Kurt Kuehn, diretor financeiro da UPS. "A UPS espera um crescimento equilibrado da lucratividade em todos os segmentos, em um ambiente econômico um pouco melhor, resultando em orientação para o ano todo do lucro diluído por ação de US$ 5,05 a US$ 5,30, um aumento de 11% a 16% em relação aos nossos resultados ajustados para 2013".

NOTA DO EDITOR:
O presidente e CEO da UPS, Scott Davis e o diretor financeiro, Kurt Kuehn, conduzirão uma discussão com investidores e analistas, sobre os resultados para quarto trimestre, durante uma teleconferência às 8:30 ET hoje. Esse convite está aberto para os ouvintes através de um Webcast ao vivo. Para acessar a transmissão, visite www.investors.ups.com e clique em "Earnings Webcast".

A UPS publica rotineiramente anúncios aos investidores no site da companhia - http://www.investors.ups.com - e incentiva os interessados na empresa a consultá-los frequentemente.

Complementamos o nosso relatório financeiro, regido pelos princípios usuais de contabilidade (GAAP), com certas medidas financeiras não-GAAP, inclusive, caso aplicável, lucro operacional, margem operacional, faturamento antes de impostos, faturamento líquido e ganho por ação ajustados. As medidas equivalentes determinadas de acordo com GAAP são também referidas como "registrados" ou "não ajustados". Acreditamos que essas medidas ajustadas oferecem informações significativas que ajudam os investidores e os analistas a entender o nosso resultado financeiro e avaliar o desempenho futuro. Acreditamos que estas medidas ajustadas são importantes indicadores das operações recorrentes porque elas excluem itens que podem não ser indicativos ou não estar relacionados aos nossos resultados operacionais centrais, assim oferecendo uma base melhor para a análise das tendências nos nossos negócios. Além disso, utilizamos essas medidas financeiras ajustadas para determinar as premiações aos nossos funcionários, de acordo com um plano de incentivo e compensação.

Complementamos a apresentação do lucro operacional, margem operacional, receita antes de impostos, receita líquida e ganhos por ação para o acumulado no ano 2013 com medidas similares que excluíram o impacto de determinadas transações relacionadas com a nossa tentativa de aquisição da TNT Express N.V. Esses itens incluem o impacto de (1) um encargo antes de impostos para a taxa de rescisão da TNT e custos de transação relacionados de US$ 284 milhões (US$177 milhões após impostos), e (2) um ganho cambial antes de impostos realizado na liquidação de uma subsidiária estrangeira de US$ 245 milhões (US$ 213 milhões após impostos). Nós acreditamos que tais medidas ajustadas permitem que nossos acionistas foquem na melhor performance operacional período-a-período. As questões subjacentes que produziram esses encargos foram excepcionais e não acreditamos que reflitam os tipos de encargos que afetarão resultados futuros.

Uma vez que as medidas não-GAAP não são padronizadas, pode não ser possível comparar tais medidas financeiras com medidas não-GAAP de outras empresas com mesmo nome ou nomes similares. Estas medidas financeiras ajustadas não deverão ser consideradas isoladamente ou como substitutas para lucros operacionais, margens operacionais, imposto de renda e ganhos por ação GAAP, que são as medidas financeiras GAAP mais diretamente comparáveis. Estas medidas financeiras não-GAAP refletem uma maneira adicional de ver aspectos de nossas operações que, quando analisadas juntamente com os nossos resultados GAAP e com as reconciliações correspondentes às medidas financeiras GAAP, oferecem uma compreensão mais completa dos nossos negócios. Encorajamos os investidores a revisar nossos demonstrativos financeiros e relatórios públicos na íntegra e não confiar em nenhuma medida financeira isolada.

Exceto pelas informações históricas aqui contidas, as declarações feitas neste comunicado constituem declarações prospectivas dentro do sentido da Seção 27A da Securities Act de 1933 e Seção 21E do Securities Exchange Act de 1934. Tais declarações prospectivas, incluindo declarações sobre a intenção e convicção atuais expectativas da UPS e da sua gestão sobre os direcionamentos estratégicos da empresa, perspectivas ou resultados futuros, envolvem certos riscos e incertezas. Determinados fatores podem causar resultados reais que materialmente diferem daqueles contidos nas declarações prospectivas, incluindo condições econômicas e outras nos mercados em que a UPS opera, regulamentos governamentais, ambiente competitivo, greves, paralisações e lentidão, mudanças nos preços dos combustíveis e aviação, flutuações cíclicas e sazonais em nossos resultados operacionais, e outros riscos discutidos no Formulário 10-K da empresa e outros arquivamentos com a Comissão de Valores Mobiliários, cujas discussões estão aqui incorporadas por referência.

 
Passos Seguinte

Sala de Imprensa da UPS
Leia os press releases, anúncios e outras informações da UPS na mídia.

Veja Exemplos

Outros sites UPS: